Aposta na evolução

Paraná busca aliar bom desempenho a resultado positivo, hoje, na Vila Belmiro
Rogério Micale será obrigado a mexer no time.
Foto: Rodrigo Sanches

O Paraná Clube faz, neste domingo – às 19h, na Vila Belmiro –, a sua terceira partida como visitante no Campeonato Brasileiro da Série A. O time do técnico Rogério Micale persegue a primeira vitória na competição e aposta na manutenção do mesmo estilo de jogo utilizado até aqui. Mesmo sem ter conseguido bons resultados (até aqui, um empate e três derrotas), os números mostram que o Tricolor vem jogando bem, com posse de bola, passes e finalizações. “Temos que ser mais assertivos nos detalhes, em especial na feitura de gols”, resumiu Micale.

O treinador reconhece que não pode mais adiar essa evolução. “Os números servem para a gente confirmar que o trabalho está sendo bem feito. Mas, só isso não basta. No futebol, você precisa de resultado”, destacou Micale. “Mas, entendo que estamos mais próximos de conseguir os três pontos por estarmos jogando bem. Não vejo a necessidade de mudarmos tudo, mas sim de efetuarmos pequenos ajustes”, concluiu.

Na partida de hoje, ele terá que mudar o sistema defensivo, pois não conta com Cléber Reis, por força de contrato (ele está emprestado pelo Santos), Mansur, suspenso, e Jhonny Lucas, lesionado. Micale confirmou a entrada de Rayan na zaga, mas não antecipou os demais substitutos. O goleiro Richard e o meia Carlos Eduardo seguem no processo de transição e não viajaram para Santos. Já Wesley Dias, liberado pelo departamento médico, está à disposição da comissão técnica.

Retrospecto

Há quase onze anos o Paraná Clube não enfrenta o Santos. O último foi em novembro de 2007, com vitória do Peixe (3x1), na Vila Capanema. Os times já se cruzaram também em Copa do Brasil e Sul-Americana. No total, são 22 jogos, com 6 vitórias do Paraná, 5 empates e 11 triunfos do Santos. O clube paulista marcou 31 gols, contra 22 do Tricolor.

Apito

O jogo terá a arbitragem de Wagner Reway (MT). Ele será assistido por Alessandro Álvaro Rocha de Matos (BA) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS). O quarto árbitro será Renan Antônio Angelim Rodrigues (MT) e os adicionais Rafael Odílio Ramos dos Santos (MT) e Marcos Mateus Pereira (MS).

 

Departamento de Comunicação - PRC