Flamengo vence

Paraná Clube erra demais e sofre seu pior revés para o rival rubro-negro
Jhonny Lucas voltou a ser titular do meio-campo.
Foto: Geraldo Bubniak

O Paraná Clube repetiu, diante do Flamengo, os mesmos erros de jogos anteriores. Na briga pelo título, o rubro-negro carioca não vacilou e fez 4x0, na Vila Capanema. Foi a maior goleada do histórico do confronto. O Tricolor, até então, nunca havia perdido por mais de dois gols de diferença para o rival. Foi, também, a 19ª derrota da equipe no Brasileirão, justamente na estreia do técnico Dado Cavalcanti.

Logo no início, num cabeceio de Uribe, Richard fez uma grande defesa e, na sobra, a zaga cortou. Era apenas um sinal do que viria pela frente. Aos 18 minutos, após um erro na saída de bola, o Flamengo não vacilou e Paquetá encheu o pé para marcar 1x0. O Paraná até tentou reagir e aos 26, Silvinho tocou para David. O atacante rolou para Júnior, mas o cruzamento foi interceptado pela defesa flamenguista.

No intervalo, Dado Cavalcanti trocou Renê Santos – que havia deixado o gramado devido a um choque de cabeça – pelo atacante Raphael Alemão. Porém, logo aos 6 minutos, o Flamengo ampliou. Rayan tentou tirar a bola na área, ela explodiu em Igor e sobrou para Vitinho mandar pra rede: 2x0. O Paraná “acusou o golpe” mais uma vez e, aos 12, foi a vez de Uribe marcar, recebendo passe preciso de Vitinho. Para piorar, aos 25, Raphael Alemão foi expulso.

Com um jogador a mais e o placar frouxo, Dorival Júnior colocou o time ainda mais à frente, com a entrada de Henrique Dourado. E, aos 45 minutos, o atacante não desperdiçou a chance. Richard fez o corte parcial, mas a bola sobrou para Dourado, que só teve o trabalho de empurrar para a rede: 4x0. Na semana que vem, o Paraná vai a Belo Horizonte, encarar o Cruzeiro.

 

Paraná Clube 0x4 Flamengo

Paraná: Richard; Renê Santos (Raphael Alemão), Rayan e Igor; Júnior, Jhonny Lucas, Alex Santana e Mansur; Deivid (Jean Lucas), Rafael Grampola e Silvinho (Leandro Vilela). Técnico: Dado Cavalcanti.

Flamengo: César; Pará, Léo Duarte, Réver e Renê; Willian Arão, Cuéllar, Éverton Ribeiro e Paquetá; Vitinho e Uribe. Técnico: Dorival Júnior.

Local: Durival Britto (Curitiba-PR)

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)

Assistentes: Kleber Lúcio Gil (SC) e Neuza Inês Back (SC)

Renda: R$ 269.185,00

Público pagante: 4.271

Público total: 5.143

Gols: Paquetá aos 18’ do 1º tempo. Vitinho aos 6’, Uribe aos 12’ e Henrique Dourado aos 45’ do 2º tempo

Cartão amarelo: Jean Lucas (Paraná)

Expulsão: Raphael Alemão (Paraná), aos 25’ do 2º tempo

 

Departamento de Comunicação - PRC