Luto

Text Resize

-A +A
Carlos Deodoro marcou época no futsal tricolor

A família paranista está enlutada. Faleceu nesta quinta-feira (05), aos 70 anos, Carlos Deodoro de Sá Chiuratto, o Carlão, que nos anos 80 e 90 fez história no futsal do Paraná Clube, revelando talentos como Tcheco, Ricardinho, Marcelo Lipatin, Rodrigo Batatinha entre outros. O seu corpo será velado nesta sexta-feira, a partir das 8h, na Capela do Cemitério Jardim da Saudade e o supultamento será às 15h, no mesmo Campo Santo.

Carlão ingressou no clube ainda no extinto Pinheiros, em 1977, participando da montagem da primeira escola de futebol de salão de Curitiba. Por quase três décadas participou ativamente nas conquistas do futsal de Pinheiros e Paraná Clube. “Foi o treinador que mais me marcou”, lembra com carinho Marcelo Lipatin, “Ele conseguia incutir em cada um de nós uma mentalidade vencedora”.

Ricardinho também lembrou com saudade do mestre. “Se pudesse sintetizar tudo em uma só palavra seria gratidão”, frisou. “Ele participou da nossa formação não apenas como atletas, mas como cidadãos. Não foi ao acaso que formou gerações campeãs”. Tcheco considerava o ex-treinador um membro da família. “Era como um pai pra mim. O futsal paranaense perdeu um ícone”, concluiu.

 

Departamento de Comunicação - PRC