Na busca por 3 pontos

Paraná Clube busca manter a boa fase e emplacar a primeira vitória fora de casa
Rodolfo faz a sua segunda partida pelo Paraná.
Foto: Rodrigo Sanches

O Paraná Clube busca nesta quarta-feira (25) a sua primeira vitória fora de casa neste Brasileirão. Até aqui, em seis jogos, a equipe somou apenas um ponto distante de sua torcida. O triunfo pode valer, ainda, a saída do Z4. O técnico Rogério Micale, mais uma vez obrigado a mexer no time, confia na evolução natural da equipe, que fez um bom jogo diante do América-MG, quando promoveu as estreias de Nadson e Rodolfo. O jogo frente ao Atlético-MG está programado para o Independência, às 21h.

Mesmo com o time não tendo sido confirmado, é certo que a dupla mais uma vez estará em campo. “Ambos foram muito bem, diante do cenário da partida. É claro que, agora, o jogo será diferente, fora de casa e diante de um adversário que por característica se lança à frente”, comentou o treinador, que não poderá – por força contratual – escalar o atacante Carlos. Ele pertence ao Galo e, por isso, nem seguiu com a delegação para Minas Gerais.

Como Rayan, devido a um desconforto muscular, também está fora do jogo, é possível que o Tricolor tenha, hoje à noite, mais uma estreia. O zagueiro Renê Santos, que chegou semana passada, teve seu nome publicado no BID e está à disposição da comissão técnica. “Mudanças são inevitáveis. Mas, temos opções no grupo”, disse Micale, que aguarda também por Maicosuel. Com a documentação regularizada, o meia-atacante busca primeiro um recondicionamento físico antes de poder fazer a sua reestreia com o Manto Tricolor.

Retrospecto

O histórico dos confrontos mostra um equilíbrio entre os clubes, que já se enfrentaram 23 vezes, por Série A, Copa do Brasil, Sul-Minas e Primeira Liga. São 9 vitórias do Paraná, 4 empates e 10 vitórias do Atlético-MG. O Galo leva vantagem na artilharia: 36 gols marcados, contra 27 do Tricolor. No ano passado, os mineiros eliminaram o Paraná da Copa do Brasil e da Primeira Liga.

Arbitragem

Hoje à noite, o apito estará com o experiente Leandro Pedro Vuaden (RS). Ele será assistido por José Eduardo Bernardi e Maurício Coelho Silva Penna. Os adicionais serão Daniel Aloysius Sader e Roger Goulart, com o quarto árbitro Tiago Augusto Kappes Diel. Todos os seis vêm do Rio Grande do Sul.

 

Departamento de Comunicação - PRC