Na raça...

Paraná Clube arranca empate nos acréscimos e avança na Copa do Brasil
Tricolor suou a camisa em Patos de Minas: 1x1.
Irapitan Costa

Um chutaço de Alemão, de fora da área, aos 46 minutos do segundo tempo. Foi assim – e com muita luta – que o Paraná Clube transformou um jogo sofrido em uma classificação emblemática. Com o empate por 1x1 frente ao URT-MG, em Patos de Minas, o Tricolor está na segunda fase da Copa do Brasil. Praticamente o mesmo “filme” do ano passado, quando um gol de Renatinho, também aos 46, valeu a classificação.

O Paraná não está tendo um início de temporada tranquilo. Em meio a chegada de novos reforços e a busca de um time equilibrado, o Tricolor vinha de duas derrotas e um empate no Paranaense. Para aumentar a tensão, logo aos 5 minutos o URT abriu o placar. Num belo gol de Éverton Maradona. De fora da área ele acertou o ângulo esquerdo, sem chance de defesa para Thiago Rodrigues. Uma ducha fria no time de Wagner Lopes, que sentiu o golpe.

Num gramado pesado e frente a uma equipe coesa e postada na defesa, o Paraná não conseguia encontrar espaços para as finalizações. Somente no final do primeiro tempo chegou com mais força, em chutes de Zé Carlos, Zezinho e Felipe Alves, mas sem sucesso. “Precisamos entrar mais no jogo. Estamos dando muito espaços e aí fica difícil”, destacou Felipe Augusto na saída para o vestiário.

Na etapa final, o Paraná voltou mais “ligado” e passou a pressionar os donos da casa. O URT fazia seu jogo, com linhas baixas de marcação, esperando a chance do contragolpe. Um chute de fora de Wesley Dias, aos 8 minutos, exigiu uma grande defesa de Carlão. Wagner procurou tornar o Tricolor ainda mais incisivo, com as entradas de Gabriel Pires, Lucas Fernandes e Vitor Feijão. Com jogadas pelos flancos, passou a rondar a área mineira.

Mas, o tempo foi passando e nada do gol de empate. A história do jogo só foi definida nos acréscimos. Aos 46 minutos, Alemão ficou com a sobra e, de fora da área, acertou o ângulo. A bola tocou no travessão, nas costas do goleiro e entrou: 1x1 e classificação assegurada. “Foi o gol mais importante, até aqui, da minha carreira. Valeu a classificação, que foi um prêmio à nossa luta, à entrega do time”, destacou. Na próxima fase, o Paraná vai encarar o Sampaio Corrêa e o jogo será em São Luiz do Maranhão.

 

URT 1x1 Paraná Clube

URT: Carlão; Carlinhos, Rodolfo, Victor Salinas e Douglas Maia; Jô, Bruninho (Thiago Pereira), Éverton Maradona (Dão) e Eduardo Ramos (Diogo Orlando); Macena e Felipe Alves. Técnico: Rodrigo Santana.

Paraná: Thiago Rodrigues; Alemão, Charles, Neris e Mansur; Leandro Vilela (Gabriel Pires), Wesley Dias (Vitor Feijão), Zezinho e João Paulo (Lucas Fernandes); Felipe Augusto e Zé Carlos. Técnico: Wagner Lopes.

Local: Zama Maciel (Patos de Minas-MG)

Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)

Assistentes: Macelo Soares Maciel (GO) e Édson Antônio de Souza (GO)

Gols: Éverton Maradona aos 5’ do 1º tempo. Alemão aos 46’ do 2º tempo.

 

Departamento de Comunicação - PRC