Noite desastrada

Text Resize

-A +A
Paraná Clube perde e reclama do antijogo do Boa
Rafhael Lucas fez o primeiro gol pelo Paraná.
Guilherme Artigas

O Paraná Clube não conseguiu mudar o seu desempenho fora de casa. Numa noite desastrada, com lesões, ausência de bola e uma visível catimba do time da casa, o Tricolor perdeu para o Boa Esporte, por 2x1, em Varginha-MG. Com o resultado, o time de Lisca fecha o primeiro turno com 27 pontos e terá que fazer uma segunda fase perfeita para manter vivo o sonho do acesso.

“É lamentável que ainda se veja isso em 2017. Gandulas que somem com a bola. Jogo picado, não tem bola rolando, fica difícil”, lamentou o zagueiro Eduardo Brock. O zagueiro, logo no início da partida, levou uma cotovelada de Casagrande e sofreu um corte no supercílio. Aos 20 minutos, o cenário se complicou. Na cobrança de escanteio, o zagueiro Douglas Assis subiu mais que a zaga tricolor e marcou: 1x0. Logo depois, Gabriel Dias, de cabeça, fez o goleiro Daniel trabalhar.

Aos 26 minutos, Eduardo Brock tentou chutar a bola para longe e acertou a cabeça de Igor. O lateral foi levado para um hospital e o jogo ficou paralisado por mais de 40 minutos (devido à ausência de uma segunda ambulância). Rayan entrou no lugar de Igor. O Paraná até teve uma boa chance para empatar, mas Robson bateu e a bola “explodiu” no peito do goleiro Daniel.

No segundo tempo, o Paraná esboçou uma pressão, mas aos 14 minutos sofreu novo golpe. No cruzamento de Paulinho, Brock escorregou e meteu a mão na bola. Pênalti, que Reis cobrou. Richard defendeu, mas no rebote o próprio Reis conferiu: 2x0. Lisca trocou Felipe Augusto por Felipe Alves e o Tricolor passou a imprimir maior velocidade no ataque. Aos 20, em chute cruzado de Robson, Ruan quase marcou contra.

Lisca, então, lançou o time de vez à frente, com a entrada de Rafhael Lucas. Aos 29 minutos, Rafhael Lucas diminuiu. No contragolpe preciso, Robson cruzou para o atacante só escorar e fazer 2x1. O Paraná se expôs, mas o Boa não soube aproveitar as chances. Aos 45, a chance do empate esteve nos pés de Robson. Na saída errada de Daniel, ele dominou e tocou por cima do goleiro, mas, quase sobre a risca Laércio Solda salvou. A partir daí, a catimba só aumentou, as bolas “sumiram” e o jogo terminou mesmo no 2x1.

 

Boa Esporte 2x1 Paraná Clube

Boa Esporte: Daniel; Ruan, Laércio Solda, Douglas Assis e Paulinho; Escobar, Diones, Thaciano (Wesley) e Rodolfo (Ramon); Reis e Casagrande (Eduardinho). Técnico: Nedo Xavier.

Paraná: Richard; Cristovam, Maidana, Eduardo Brock e Igor (Rayan); Leandro Vilela, Gabriel Dias (Rafhael Lucas), Renatinho e Felipe Augusto (Felipe Alves); Robson e Alemão. Técnico: Lisca.

Local: Dilson Melo (Varginha-MG)

Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)

Assistentes: Cipriano da Silva Souza (TO) e Natal da Silva Ramos Júnior (TO)

Gols: Douglas Assis aos 20’ do 1º tempo. Reis aos 15’ e Rafhael Lucas aos 29’ do 2º tempo.

Cartões amarelos: Escobar, Laércio Solda, Daniel e Douglas Assis (Boa). Alemão e Gabriel Dias (Paraná)

 

Departamento de Comunicação - PRC