Paraná volta à elite

Text Resize

-A +A
Vitória em Maceió põe fim a ciclo de dez anos longe da Série A
Em Maceió, jogadores comemoram acesso à Série A.
Albari Rosa

Ah, o Paraná é Série A... O Paraná é Série A... Os jogadores do Paraná Clube fizeram a festa e comemoraram muito, ainda no gramado do Rei Pelé, o retorno do clube à elite do futebol brasileiro. Numa rodada que prometia ser tensa – pela aproximação de Londrina e Oeste – quem fez a festa foi a Nação Tricolor. Com raça, o Paraná Clube venceu o CRB-AL, em Maceió, por 1x0 e com os tropeços dos rivais pode, enfim, comemorar o acesso à primeira divisão.

O Paraná entrou em campo modificado. O técnico Matheus Costa, procurando dar mais solidez ao meio-campo, escalou Leandro Vilela e Zezinho entre os titulares. Precisando da vitória para se manter no G4, o Tricolor foi pra cima do adversário. Logo aos 3 minutos, Robson bateu de longe e fez Édson Kolln trabalhar. Aos 14, foi a vez de Vitor Feijão bater de primeira e ver Kolln espalmar pela linha de fundo. Mas, a melhor chance esteve nos pés de Zezinho, aos 29 minutos. O meia roubou a bola do zagueiro Gabriel, ficou frente a frente com o goleiro do CRB, mas não bateu bem para a defesa de Kolln.

No segundo tempo, o cenário não se alterou. O Paraná continuava tendo volume de jogo, mas não conseguia abrir o placar. O chute de Zezinho, aos 3 minutos, passou rente à trave. Robson também deu trabalho ao goleiro da equipe alagoana. Matheus Costa procurou aumentar o poder de fogo com as entradas de Felipe Alves e Alemão. E, o centroavante foi decisivo. Alemão precisou de apenas dois minutos em campo.Aos 17, ele arrancou, ganhou de seu marcador e bateu cruzado. A bola desviou em Audálio e entrou. Um gol contra muito festejado por todos os paranistas.

Pouco depois, terminava o jogo em Londrina: 0x0 entre Tubarão e América-MG. Como o Oeste perdia por 2x0 para o ABC, o Paraná tratou de administrar a vantagem. Richard ainda mostrou o porquê é apontado como um dos melhores goleiros da Série B. Com elasticidade, ele defendeu um tiro cruzado de Diego, aos 32 minutos. No apito final de Marcelo de Lima Henrique, os jogadores puderam comemorar o fim do sofrimento e o retorno do clube à Série A. Explosão da torcida tricolor, em Maceió e em Curitiba. Uma festa merecida para todos os guerreiros.

CRB 0x1 Paraná Clube

CRB: Édson Kolln; Eduardo (Clebinho), Flávio Boaventura (Audálio), Gabriel e Diego; Yuri, Rodrigo Souza, Tony e Chico; Édson Ratinho e Zé Carlos (Neto Baiano). Técnico: Mazola Júnior.

Paraná: Richard; Cristovam, Maidana, Eduardo Brock e Rayan; Leandro Vilela (Gabriel Dias), Vinícius Kiss, Zezinho (Alemão) e Renatinho; Vitor Feijão (Felipe Alves) e Robson. Técnico: Matheus Costa.

Local: Rei Pelé (Maceio-AL)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Assistentes: Michael Correia (RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)

Renda: R$ 96.296,00

Público pagante: 10.097

Público total: 12.202

Cartões amarelos: Zezinho (Paraná)

Gol: Audálio (contra) aos 17’ do 2º tempo

 

Departamento de Comunicação - PRC