Saideira

Paraná Clube fecha a temporada diante do Internacional, na Vila Capanema
Jhony Santiago será titular nesta última partida.
Foto: Geraldo Bubniak

O Paraná Clube faz neste domingo (02) o seu último jogo em 2018. Uma temporada marcada por dissabores e com a volta à Série B do Campeonato Brasileiro. O cenário fez com que a diretoria antecipasse a projeção para o ano que vem, onde o Tricolor contará com muitos jovens de suas categorias de base no elenco principal. Foi com essa diretriz que o técnico Dado Cavalcanti projetou os últimos jogos, dando espaço a esses garotos, que conseguiram apresentar um retorno animador à comissão técnica. O jogo será às 17h, na Vila Capanema, frente ao Internacional.

“Com eles, a gente já parte de uma estrutura básica. Sabendo, é claro, que iremos contratar e que precisamos de jogadores experientes para tornar o elenco coeso”, disse o técnico Dado Cavalcanti. “Sei que o resultado deste jogo, em si, pouco vale. Mas, até pelo que fizemos nas últimas partidas – onde houve um sério prejuízo em erros de arbitragem – espero fechar o ano vencendo”, ponderou. O treinador será, mais uma vez, obrigado a mexer na equipe, já que não conta com os dois volantes titulares: Leandro Vilela, suspenso, e Alex Santana, que por força contratual não pode enfrentar o Inter.

Dado Cavalcanti não antecipou a formação, mas deve manter a estrutura da defesa e do ataque, modificando apenas o meio-campo. O volante Jhony Santiago deve ser uma das escolhas do treinador. Já para a outra vaga, o treinador conta com algumas opções. Pode lançar mão de um jogador mais criativo, como Alesson ou Jean Lucas, ou reforçar a marcação. Neste caso, as alternativas seriam os volantes Bruno ou Matheus Silva. “Independente de escolhas, o objetivo é fazer um bom jogo. Fechar o ano deixando uma boa impressão diante de uma das equipes mais coesas deste Brasileirão”, concluiu Dado.

Retrospecto

Paraná Clube e Internacional já se enfrentaram 36 vezes ao longo da história. A vantagem é do Tricolor, com 15 vitórias, contra 13 do Colorado Gaúcho. Ocorreram, ainda, 8 empates. Na artilharia, 47 gols marcados pelo Paraná e 41 do Inter. No primeiro turno, o time do Rio Grande do Sul venceu por 1x0, com um gol de Camilo nos acréscimos, que gerou muita reclamação do Paraná. O gol saiu em uma cobrança de falta (inexistente), aos 51 minutos do 2º tempo.

Apito

O jogo desta tarde terá a arbitragem de Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ). Ele será assistido por Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Michael Correia. O quarto árbitro será Thiago Gomes Magalhães, com os adicionais Daniel Victor Costa Silva e Alexandre Vargas Tavares de Jesus. O sexteto vem do Rio de Janeiro.

 

Departamento de Comunicação - PRC