Show nas arquibancadas

Text Resize

-A +A
Paraná Clube coloriu estádios de Curitiba de azul, vermelho e branco
Novo recorde de público da Arena é do Tricolor.
Paraná Clube/Divulgação

A épica campanha de retorno à Série A do Campeonato Brasileiro marcou também o reencontro do Paraná Clube com a sua torcida. Após uma década de sofrimento, a sinergia entre time e torcida foi o ponto alto nessa trajetória do Tricolor. Em meio a campanhas memoráveis – “Cale quem Duvida” virou combustível para atletas e torcedores –, ingressos a preços acessíveis e um time de guerreiros, o Paraná fez história, lotou estádios e emplacou a sua melhor média de público dos últimos tempos.

Foram 10.798 torcedores por jogo. Média que só não foi superior à de 2005, quando o Paraná teve, na Série A, 11.486 pagantes por jogo. Naquele ano, porém, o clube vendeu alguns mandos de campo – jogou em Maringá contra equipes paulistas – para melhorar o seu caixa. Desta vez, todos os 19 jogos do Brasileiro foram disputados em Curitiba, com direito à quebra de recorde de público na Arena (39.414, diante do Internacional) e no Couto Pereira (36.791, contra o Boa Esporte).

“Um dos objetivos da diretoria, desde que assumi, foi buscar esse resgate do torcedor. Para isso, precisávamos de um time competitivo e de preço acessível. Nesta temporada, a química deu certo”, disse o presidente Leonardo de Oliveira. O dirigente exalta as campanhas desenvolvidas e que mexeram profundamente com o sentimento de todos os paranistas. “Com a mídia desenvolvida – em especial nos jogos da Arena e do Couto – despertamos aqueles que já estavam um tanto quanto acomodados”, lembrou. “E, a forma como essa torcida empurrou o time durante toda a campanha, eu nunca havia visto. É um marco na história do clube”.

Como resultado dessa empatia, o Paraná foi o melhor mandante do Brasileiro – considerando Séries A e B – com quase 80% de aproveitamento. “Não há dúvida que o fator torcida foi decisivo para que o time jogasse daquela forma. Sentíamos muita confiança ao pisar no gramado da Vila e ver aquela galera, vibrando e jogando com a gente”, destaca o volante Leandro Vilela. “Além de darem show na casa dos rivais, eles carregaram o time nos ombros em praticamente todos os jogos na Vila”. Em sete deles, o Tricolor contou com quase dez mil pagantes, em uma boa taxa de ocupação, considerando a capacidade do estádio Durival Britto.

Média de público do Paraná no Brasileiro

2017 - 10.798

2016 - 2.192

2015 - 3.665

2014 - 3.275

2013 - 6.257

2012 - 3.296

2011 - 3.783

2010 - 3.270

2009 - 3.493

2008 - 4.401

2007 - 8.066

2006 - 10.578

2005 - 11.486

2004 - 3.906

2003 - 5.213

 

Departamento de Comunicação - PRC