Decisão em Minas

Paraná Clube enfrenta o URT, precisando pelo menos do empate para se classificar
Mansur (d) pode estrear com a camisa tricolor.
Irapitan Costa

O Paraná Clube tem pela frente, nesta quinta-feira (01), sua primeira decisão na temporada. O jogo frente ao URT – às 19h15, no Zama Maciel, em Patos de Minas – vale vaga na segunda fase da Copa do Brasil. O Tricolor encara a partida ainda em meio a chegada de novos reforços e a busca do técnico Wagner Lopes por um time ideal. Mesmo com resultados aquém do esperado, comissão técnica e diretoria veem evolução na equipe.

“O último jogo – frente ao Londrina – já foi melhor que os anteriores. Faz parte desse processo de formatação do time”, disse o executivo de futebol Rodrigo Pastana. “Não conseguimos, por força do mercado, realizar as contratações mais cedo. Agora, a tendência é tudo se ajustar”, avisou. Para o jogo desta noite, além de Lucas Fernandes e Wesley Dias (que entraram no segundo tempo do jogo passado), quem também fica à disposição é o lateral-esquerdo Mansur.

Chegando por empréstimo junto ao Atlético Mineiro, o ala pode até iniciar como titular. Júnior, titular da posição na última partida, sofreu uma lesão muscular e não viajou para Patos de Minas. Além de Mansur, a outra opção seria a improvisação do zagueiro Rayan no setor. Mais do que escolha de peças, a preocupação de Wagner Lopes é com a atitude da equipe em campo. “Precisamos de reações mais rápidas. O time, em alguns momentos, está ficando muito espaçado”, reconheceu.

Fora de casa, a ideia é um time coeso, com linhas muito próximas, e que ataque e defenda em bloco. Por foça de regulamento, o Paraná garante a classificação com um empate, pois tem uma colocação melhor no ranking da CBF. Porém, a intenção de Wagner Lopes é fazer com que o time jogue dentro de sua característica, com transições rápidas na defesa e no ataque. “Respeitamos o adversário, que está bem no Mineiro. Mas, precisamos jogar com inteligência, sabendo do regulamento, mas buscando impor o nosso jogo”, concluiu.

Retrospecto

Pela primeira vez o Paraná Clube encara o URT-MG. Na Copa do Brasil, é o terceiro clube de Minas Gerais a enfrentar o Tricolor. Até aqui, os únicos clubes mineiros que cruzaram o caminho do azul, vermelho e branco, na competição, foram Democrata-GV e Atlético-MG. Na Sul-Minas, o Paraná enfrentou o outro time de Patos de Minas, o Mamoré, em 2002, mas o jogo foi em Uberaba.

Apito

A partida dessa noite terá um trio de arbitragem de Goiás. Apita o jogo Eduardo Tomaz de Aquino Valadão. Ele será assistido por Márcio Soares Maciel e Edson Antônio de Souza. O quarto árbitro será Felipe Fernandes de Lima, de Minas Gerais.

 

Departamento de Comunicação - PRC