No Mineirão

Com time modificado, Paraná Clube encara o campeão da Copa do Brasil
Rayan pode reaparecer na equipe titular.
Foto: Rodrigo Sanches

O Paraná Clube enfrenta o Cruzeiro-MG neste sábado (27), às 21h, no Mineirão. Será o primeiro jogo fora de casa sob o comando do técnico Dado Cavalcanti. O treinador busca interromper a sequência de maus resultados, mas com o foco em 2019. Diante dessa realidade, o grupo vem passando por algumas transformações, com maior espaço para atletas da base e aqueles que têm contrato para a próxima temporada.

Pela frente, o Paraná terá o atual campeão da Copa do Brasil e um dos elencos mais valorizados do país. “Sabemos das dificuldades. Mas, temos que procurar fazer o nosso melhor, encontrar um ponto de equilíbrio e fechar o ano de forma mais digna”, disse Dado Cavalcanti. O treinador será obrigado a mexer na zaga, devido à ausência de Renê Santos. O jogador, que levou uma pancada na cabeça, diante do Flamengo, está bem, mas diante dos protocolos médicos em casos assim, foi vetado.

Além da entrada de Jesiel no setor, a tendência é que o treinador faça outras modificações, inclusive de ordem tática. Após a estreia ruim, em casa, Dado teve uma semana cheia de treinamentos para este jogo, onde pôde trabalhar melhor seus conceitos e fazer ajustes dentro da sua proposta de jogo. Restam apenas oito jogos para o fim do Brasileirão e o objetivo é buscar pontos – e gols – para apagar algumas marcas negativas do Tricolor na competição.

Retrospecto

Ao longo da história, Paraná Clube e Cruzeiro já se enfrentaram 24 vezes. Há um equilíbrio desses confrontos, com 8 vitórias do Tricolor, 6 empates e 10 vitórias da equipe mineira. O Paraná marcou 33 gols e sofreu 42. A maioria dos jogos ocorreu na Série A, mas os clubes já se cruzaram na Copa Sul-Minas e também na Copa do Brasil.

Apito

O jogo desta noite terá a arbitragem de Marcelo de Lima Henrique (RJ). Ele será assistido por Michael Correia e Silbert Faria Sisquim. O quarto árbitro será Thiago Rosa de Oliveira, com os adicionais Carlos Eduardo Nunes Braga e Pathrice Wallace Corrêa Maia. O sexteto vem do Rio de Janeiro.

 

Departamento de Comunicação - PRC