Pra embalar

Na Vila, objetivo é pontuar para escapar das últimas colocação deste Brasileiro
Leandro Vilela conta com a força da torcida tricolor.
Foto: Geraldo Bubniak

O Paraná Clube entra em campo nesta quinta-feira (07) disposto a confirmar sua ascensão no Campeonato Brasileiro da Série A. Diante do Bahia – às 20h, na Vila Capanema – o objetivo é emplacar a segunda vitória e encaminhar a sua saída das últimas colocações. O técnico Rogério Micale não poderá contar com o volante Torito González, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, mas terá as voltas de Neris e Jhonny Lucas, que cumpriram automática diante do Fluminense.

A definição da equipe só irá acontecer momentos antes do jogo. Independente das peças, o treinador aposta no crescimento emocional da equipe, após a primeira vitória no Brasileirão. “É claro que um bom resultado traz confiança. Como vínhamos jogando relativamente bem, a tendência é uma evolução natural”, disse o treinador paranista. Até a parada da Copa do Mundo, serão mais três jogos. Além do duelo desta noite, o Tricolor encara o Flamengo, no Rio de Janeiro, e o Cruzeiro, na Vila Capanema.

“Seguimos com o mesmo pensamento: um jogo de cada vez. Vamos tentar, é claro, recuperar terreno nessas partidas para assegurar maior tranquilidade para o período de intertemporada”, disse o volante Leandro Vilela. Sem Torito, a tendência é que ele forme com Jhonny Lucas, outro prata-da-casa, a dupla de volantes para encarar o time baiano.

“É um jogo até mais perigoso do que o da última segunda-feira. O Bahia também está pressionado, perdeu seu treinador e é concorrente direto. Por isso, temos que ter concentração máxima e contar com a força da nossa torcida, na Vila”, concluiu Vilela.

Ataque reforçado

Além dos jogadores que retornam de suspensão, Micale conta ainda com os atacantes Silvinho e Carlos, liberados pelo departamento médico. Silvinho, que ficou de fora da última partida por conta de uma fadiga muscular, voltou aos treinos e está à disposição. Carlos, que deixou o campo logo no início do jogo diante do Flu, com uma torção de joelho, apresentou rápida recuperação, foi reavaliado hoje pela manhã,  e reforça o grupo frente ao Bahia.

Histórico

O Bahia leva vantagem no retrospecto dos confrontos. São 6 vitórias do Paraná, 3 empates e 10 triunfos dos baianos, em partidas válidas pelas Séries A e B e também pela Copa do Brasil. No último encontro, ano passado – justamente o único pela Copa do Brasil –, o Paraná Clube levou a melhor e com a vitória por 2x0 garantiu classificação à terceira fase da competição. Na artilharia, são 21 gols do tricolor paranaense e 26 do baiano.

Arbitragem

O jogo desta noite terá a arbitragem de Marcelo de Lima Henrique (RJ). Ele será assistido por Michael Correia e Silbert Faria Sisquim. O quarto árbitro será Thiago Rosa de Oliveira, com os adicionais Carlos Eduardo Nunes Braga e Pathrice Wallace Corrêa Maia. O sexteto vem do Rio de Janeiro.

 

Departamento de Comunicação - PRC